sexta-feira, 24 de fevereiro de 2012

Dimas Borba


Galera hoje a entrevista é com o vocalista da banda Sete Cidades - Legião Urbana Cover da cidade de São José dos Campos – SP. Onde fala um pouquinho da sua trajetória de vida, fala da banda e da sensação de como é poder homenagear uma das maiores bandas dos anos 80. Particularmente eu vejo Dimas Borba como o melhor cover do Renato Russo, mas ai cada um pode tirar sua conclusão! Espero que curtam, e quem se interessar a lista para contato está no final da entrevista! Obrigada Dimas pela oportunidade e força sempre! 





Cáh: Quem é Dimas Borba (pessoal, social e profissional)?
- Dimas Borba: Um cara simples, modesto e um pouco tímido ( o que as pessoas costumam a confundir com orgulho ) com suas qualidades mas também muito consciente de suas falhas e defeitos. Na minha vida social e profissional procuro sempre ter a integridade da alma como um grande atributo.


Cáh:  Quando foi que descobriu que tinha o “dom” de cantar?

- Dimas Borba Sinceramente não lembro. Eu sempre cantei desde de muito pequeno mas havia um conflito muito grande por causa da timidez, então eu cantava pra mim mesmo, rs.



Cáh:  Teve alguma influencia da família ou amigos?

- Dimas Borba Sem dúvida nenhuma meu pai. Devo a ele. 




Cáh:  Quando foi à primeira experiência de encarar o público? Qual foi a sensação?

- Dimas Borba Meu pai novamente. Ele me colocou num palco quando eu tinha uns 9 anos e me fez cantar numa pizzaria com uma banda de amigos dele e assim encarar o público pela primeira vez. E ele fez isso no susto sem me avisar pois se eu soubesse, muito provavelmente não teria ido de forma alguma ir comer aquela pizza, rs. 




Cáh:  Como surgiu a ideia de formar a banda Sete Cidades?

- Dimas Borba Não especificamente a Sete Cidades mas a célula do que ela iria se transformar. Foi no início dos anos 90 quando eu me apaixonei pela Legião Urbana e vim a descobrir a poesia musicada do Renato. Tive algumas bandas onde sempre eu dava um jeito de cantar Legião. Eu tava com uns 17 anos mais ou menos. 



Cáh:  Quais os planos na carreira como vocalista da banda?

- Dimas Borba Ah não faço muitos planos não. Sempre que faço planos eles não dão muito certo. O que eu faço dentro da Sete Cidades como vocalista é uma homenagem muito consciente a uma ideologia que pra mim é muito mais que musical, é espiritual. Vivo o momento e observo pra onde sopra o vento...aí eu só ajusto as velas e vejo em qual ilha irei aportar. 



Cáh:  Qual foi o show mais marcante, ou o mais especial da banda?

- Dimas Borba Olha, sempre o último é o mais marcante porque é o que tá mais vivo na memória. 



Cáh:  As pessoas te vêm como Renato Russo em cima do palco, e isso cria uma adoração e faz vc ganhar muitos fãs pelo seu trabalho ...qual a sensação de ser reconhecido e de ter tantas pessoas ligadas a Banda Sete Cidades?

- Dimas Borba Eu tenho um cuidado exarcebado com isso. No começo eu não entendia muito essa coisa das pessoas olharem pra você e te verem como o homenageado que você esta representando. Eu fui entender perfeitamente o que é essa “ilusão proposital” ao qual as pessoas vivem intencionalmente quando eu mesmo fui assistir um cover dos Beatles e me coloquei no papel de espectador. Havia momentos que eu me esquecia que estava diante de um tributo e vivia o momento de estar diante dos originais mesmo!!! É algo fantástico e ao mesmo tempo surreal. Depois disso passei a ter um carinho maior ainda do que já tinha pelas pessoas que me prestigiam e apreciam essa minha humilde homenagem ao Renato e a Legião. 




Cáh:  Deve ser intenso ser cover de uns dos maiores poetas que já tivemos e essa intensidade te faz esquecer do Dimas quando está em cima do palco?

- Dimas Borba: Intenso e de uma responsabilidade sem tamanho. Tendo essa responsabilidade, então eu não posso em nenhum momento esquecer que sou eu, Dimas, que esta no palco representando e principalmente interpretando musicalmente e cenicamente um grande ídolo tanto pra mim como para o público que esta vivendo essa sintonia junto comigo. 



Cáh:  Muitas pessoas não sabem mais além de ser um dos covers mais talentosos do Renato Russo primeiramente você é um grande fã de toda obra e como fica a escolha do repertório ?Toda a Banda ajuda ou você que faz as escolhas ?

- Dimas Borba Sou eu que faço a escolha das músicas mas o pessoal da banda sempre sugere também. O fato é que eu me coloco na posição do fã da Legião que vai assistir uma banda tributo. Qual música eu gostaria que essa banda tocasse? E assim é feito o set list. 




Cáh:  Todo legionário tem uma música ou algumas em especial ...qual é a sua ?

- Dimas Borba Minhas músicas preferidas da Legião variam de momentos da minha vida. Mas posso dizer que aquelas que estão sempre lá são: Sete Cidades, Se Fiquei Esperando meu Amor Passar, Acrilic On Canvas, L´Avventura e Andrea Doria. 




Cáh:  É difícil separar/conciliar o Dimas Borba com o cover do Renato Russo?

- Dimas Borba Não. Desde que você saiba separar muito bem as coisas. Uma coisa que eu não abro mão de jeito nenhum é a minha identidade e a minha individualidade. É quem eu sou de verdade. Quem me conhece intimamente percebe isso. 



Cáh:  Na vida pessoal, é difícil deixar o palco para ir trabalhar no dia-a-dia? Trabalha de que quando não está nos palcos?

- Dimas Borba É dificil no sentido de ter alguma apresentação e saber que horas depois terei que estar pontualmente no trabalho e isso é deveras cansativo e extenuante fisicamente. Mas tenho conseguido até hoje conciliar legal. Trabalho no setor de sinalização e comunicação visual de uma importante rede de varejo americana atuando aqui no Brasil. 



Cáh:  Se pudesse ser outra pessoa, quem seria?

- Dimas Borba Eu mesmo, Dimas Borba.



Cáh:  Qual sua maior inspiração hoje em dia?

- Dimas Borba Sem dúvida meus dois filhos onde já tenho orgulho imenso e aos quais estou tentando passar os valores éticos, morais e integros que meus pais me passaram. Meus filhos me inspiram ser uma pessoa melhor. Sempre!



Cáh:  Uma frase marcante:

- Dimas Borba Adoro frases! Uma das minhas muitas preferidas:

“Nunca permita que alguém se afaste da sua presença sem se sentir melhor e mais feliz." 
(Madre Tereza de Calcutá)



Cáh:  Uma mensagens aos fãs, admiradores, amigos ....

- Dimas Borba Não penso que temos fãs. Os fãs são da Legião Urbana e não nossos. Temos pessoas que gostam e entendem a finalidade do nosso tributo e amigos sinceros que vão surgindo maravilhosamente em nossas vidas fazendo sempre, sempre e sempre tudo valer muito a pena. Quando eu montei essa banda eu tinha um objetivo muito definido que era fazer algo que fosse feito por amigos para amigos e fico feliz em saber que esta sendo assim já há sete anos e na minha vida pessoal musical há 22 anos. Penso que uma das frases mais marcantes proferidas por Renato Russo não foi dita especificamente numa canção mas dita diretamente para o seu público onde ele bradou e ficou eternizado:

“A verdadeira Legião Urbana são vocês!”

A Sete Cidades e todos nossos amigos que nos acompanham honramos muito isso. 
Abraços à todos e muito obrigado em nome da Sete Cidades pelo carinho. 
Força Sempre! Paz & Luz!

Contatos:
Dimas Borba: Facebook - Twitter
Banda Sete Cidade: Site - Facebook - Twitter
Fã Clube Oficial: Blog - Facebook

2 comentários:

  1. Oi Cah amei sua entrevista, linda iniciativa. Parabéns gata.
    Muito orgulho de voce.
    bjos
    lea barros

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada Lea! Que bom que gostou da entrevista, fico feliz!!! Bjoos

      Excluir