quinta-feira, 1 de março de 2012

Angelita Aparecida

Bom galera, hoje a entrevista vai ser adiantada um pouquinho, por problemas particulares, e é com uma amiga minha que conheci em um grupo do facebook, ela vai operar esse mês de uma doença pouco conhecida, achei interessante divulgar a trajetória de vida dela, pois realmente vi que ela não se deixa abater com os problemas e segue a vida sempre com a esperança do melhor. E espero poder compartilhar também um pouquinho de informações sobre essa doença que é pouco conhecida chamada acalásia. Espero que curtam essa nova entrevista com a Angelita, e fiquem ligados nas entrevistas semanais, quem sabe o próximo não pode ser você?



Cáh: Conte um pouquinho mais sobre quem é a Angelita?
- Angel: Sou uma pessoa simples, tenho meus defeitos e qualidades. Digo também que estou numa eterna busca do meu aprimoramento pessoal e espiritual.

Cáh: Fale um pouquinho mais sobre a sua trajetória de vida (social, pessoal...):
- Angel: Desde pequena sempre fui muito arteira e tímida. Sou a caçula da casa, cresci com meus irmãos e seus amigos. Então sempre fui muito moleca, jogava bolinha de gude, taco, jogava futebol e essas coisas que meninos fazem. Perdi meu pai muito cedo, nem sabia direito o que era a morte.  Com essa morte minha mãe  se tornou " o chefe" de casa. E me ensinou o que é ser honesta e batalhadora. Ela me mostrou o caminho que preciso seguir para ser uma grande mulher. Tenho muito orgulho da minha mãe. O tempo passou perdi um pouco minha timidez. Deixei de ser mimada. Passei por muitas coisas que me fizeram enxergar o mundo como ele realmente é. E não tem nada de cor de rosa não. Fiz o colegial, comecei a trabalhar, me decepcionei com muitas pessoas, mais tudo bem. Comecei a fazer faculdade, e junto com isso comecei a ficar doente. Precisei abandonar sonhos, abandonar planos. E estou aqui e agora. E percebo que tudo o que passei na vida foi um aprendizado. Tudo aconteceu da melhor forma e no melhor momento. E hoje eu enxergo a pessoa forte que eu posso ser. Na verdade todos nós somos fortes, o problema é que às vezes esquecemos isso. E eu sei que toda vez que eu cair, eu vou olhar para trás e ver tudo o que eu já passei levantar e falar: Sou forte, eu tenho condições de lutar...

Cáh: Qual a sua maior inspiração/motivação de vida?
- Angel: Minha maior inspiração é Deus, e minha mãe. São as pessoas que mais me amam, e que fariam de tudo por mim.

Cáh: O que mais gosta de fazer no tempo livre?
- Angel: Várias coisas, conversar com meus amigos, namorado e minha família. Brincar com minhas cachorras que eu amo demais. Há pouco tempo comecei a escrever em um blog, estou começando a gostar da brincadeira. E também amo ouvir música e assistir filmes.       
                                               
Cáh: Cite um: filme, uma música, um cantor e uma banda:
- Angel: Filme: Sempre ao seu Lado é um filme que fala sobre amizade e lealdade. Ele é baseado em uma história verdadeira de um cão japonês chamado Hachiko.                                                            
 Cantor: Renato Russo.   
 Banda: Legião Urbana.

Cáh: Qual foi a sua maior conquista nos anos vividos?
- Angel: Em todos esses anos minha maior conquista posso dizer que foi aprender a ter paciência. Sempre precisei muito disso.

Cáh: Nos conte um pouquinho mais sobre a acalasia, e como descobriu essa doença:
- Angel: Acalasia é um tipo de desordem motora do esôfago. Com essa desordem meu esôfago não tem as contrações musculares de um esôfago normal. Com isto o alimento não chega até o estomago. E tenho dificuldades em ingerir alimentos sólidos e às vezes até líquidos. Em agosto de 2008 comecei a sentir os primeiros sintomas dessa doença. Procurei vários médicos e todos davam o mesmo diagnostico que era: Gastrite. Fiz vários tratamentos, várias endoscopias. Tomei de tudo o que existe para tratar gastrite, e nunca melhorava. Ai em novembro de 2010 eu cheguei ao extremo da doença. Nem líquido passava pelo meu esôfago. Emagreci demais, não conseguia ficar de pé. Mais uma vez mudei de médico ai graças a Deus ele me pediu uma Tomografia onde foi detectado que meu esôfago não estava normal. A partir dessa tomografia fiz um Raio-X do Esôfago e do Estomago onde foi diagnosticado que realmente eu tenho Acalasia.     
                                                                     
Cáh: Qual foi à primeira sensação que teve ao descobri-la?
- Angel: No primeiro momento foi de alivio. Já convivia com essa doença há dois anos. Todos me olhavam como se eu fosse anoréxica ou bulimica. Todos achavam que era uma coisa da minha cabeça. Foi um alivio descobrir o que realmente acontecia comigo. Mais é claro que senti medo também, pois desde o primeiro momento eu já estava ciente que não para os médicos não existe cura. A única coisa que eles podem fazer é operar, e com essa cirurgia melhorar em 90% a condição do meu esôfago. Então posso dizer que foi uma mistura de alivio e de medo.

Cáh: Como enfrentou a doença? Teve amigos, familiares, e pessoas que te ajudaram a seguir em frente?
- Angel: Sofri, chorei, me envergonhei, em vários momentos fraquejei. Eu me olhava no espelho e me via 20 quilos mais magra, não enxergava saída para meu problema. Achava que meu fim seria morrer. Mais com o apoio da minha família e do meu namorado que foram a base para que eu me fortalece-se, um dia resolvi que precisava encarar tudo de outra maneira. Os verdadeiros amigos também até hoje lutam comigo. E por mais que eu ainda sofra com essa doença eu sei que é por um proposito maior, Deus quis me dar uma lição. E ele colocou pessoas maravilhosas em minha vida. Além da ajuda de amigos e familiares mais próximos, muitas pessoas que eu nunca imaginei me ajudaram de todas as formas possíveis. Sempre tive muita fé, mais depois de passar por tudo isso, depois de quase morrer eu sei que quando se tem Deus no coração nada é impossível. Deus nunca dá um fardo maior do que podemos carregar, só basta ter fé e acreditar que somos capazes de enfrentar todas as dificuldades. Estou na fase final desse luta, agora em março eu faço essa operação. Assim voltarei a ter uma vida praticamente normal.

Cáh: Qual mensagem você deixa aos leitores, as pessoas que te acompanham no cotidiano, as pessoas que de uma forma ou de outra, te ajudaram esse tempo todo a enfrentar e viver a cada dia enfrentando novos obstáculos?
- Angel: Tenham Fé em Deus. Acredite em você, em seus sonhos. Corra atrás até do que você considera impossível, porque para Deus nada é impossível. E eu agradeço a todos que torcem por mim, agradeço a quem se interessou em ler um pouco sobre a minha história.  E agradeço a você Cáh, sempre tão atenciosa comigo. 

Contatos: Blog -  Facebook - Twitter .
"Boa sorte Angel, tenho certeza que você conseguirá passar por mais esse obstaculo da sua vida! E estou torcendo sempre por você! #tamojuntas!" - Cáh Silva

3 comentários:

  1. parabéns pela entrevista querida Cáh !!!

    Angel !!! agora é manter a calma , ter fé ... como sempre teve !! Fé que Deus vai colocar as mãos e vai te operar , logo logo vc vai deixar esse obstáculo pra trás !! e viver muito , mas muito mais feliz q antes !!! Fé em Deus e Força Sempre... amiga

    ResponderExcluir
  2. Ufa,depois de um dia corrido consegui vir aqui e agradecer.
    Obriga Cáh, obrigada Naldinho. É muito bom sentir essa energia positiva que vocês me passam. Fico sem palavras para descrever o que estou sentindo. Força Sempre #tamojuntas.

    ResponderExcluir
  3. Neste momento estamos em pensamentos todos voltados pra ti linda Angelita, toda Força do mundo desejamos a ti de coração, adoramos demais vc, e sabemos q tudo isso esta passando pq"tudo passa...tudo passara...bjs fique com Deus sempre!!

    ResponderExcluir