terça-feira, 6 de março de 2012

O lado do bem


Os dias passam, as noites passam...
Mas muitas, e muitas vezes só precisamos de momentos de sossego, momentos de paz, e momentos quietos, para pensamos e refletirmos sobre o que realmente queremos.
No nosso cotidiano, muitas pessoas passam, muitas pessoas seguem o mesmo caminho que o nosso, muitas pessoas nos acompanham e estão do nosso lado sempre...
Mas a duvida de hoje é: Será que damos o valor verdadeiro para as pessoas que estão ao nosso redor? Será que valorizamos realmente as pessoas que merecem o devido valor?
Se pararmos e pensarmos, quantas pessoas passam ao decorrer do nosso dia na nossa frente? Quantos rostos novos vemos diariamente?
E mesmo com muitas pessoas, ali a toda hora do nosso lado, acabamos que em certos momentos nos sentimos sozinhos, sem ninguém para poder confiar, ou contar algo que aconteceu, e você precisa desabafar.
Muitas pessoas podem passar ao longo de nossas vidas, mas sempre temos que tomar um devido “cuidado” para ver quem realmente permanece nela, pois é muito fácil as pessoas se passarem por amigos, e na hora que mais precisamos são os primeiros a “saírem fora” e não estar nem ai com a situação.
Devemos pensar e analisar, quem realmente está ao nosso lado, e quem realmente só está com a gente por interesse. E no meu ponto de vista, devemos “excluir” da nossa lista de amigos, aqueles que se passam por amigos apenas nas horas de alegria! Devemos sim “praticar o desapego” em determinadas “amizades”.
“Um falso amigo é mais temível que um animal selvagem; o animal pode ferir o seu corpo, mas um falso amigo irá ferir sua alma.” – Buda.
Pense nisso! 

Nenhum comentário:

Postar um comentário